sexta-feira, 19 de junho de 2015

QUER INVESTIR, MAS TEM POUCO DINHEIRO? LEIA ESTE ARTIGO!

Uma das perguntas que ouço com maior frequência nos meus cursos e palestras  é : “Eu tenho pouco dinheiro, como vou ganhar dinheiro investindo?”
A grande maioria das pessoas pensa que o fato de ter uma quantidade limitada de recursos para investir é uma desvantagem! Não é! E digo mais, se você souber alocar corretamente seu capital, essa aparente desvantagem pode se transformar em uma grande vantagem! Não entendeu? Eu explico!
Ter uma quantia limitada de recursos para aplicar, facilita demais a sua alocação. Você concorda que é muito mais fácil uma empresa que vale R$1 milhão passar a valer R$10 milhões, do que uma de R$1 bilhão, passar a valer R$10 bilhões? Pois bem, isso ocorre pelo simples fato de quanto maior se fica, quanto mais dinheiro se tem, mais escassas vão ficando as possibilidades e mais difícil se torna ganhar dinheiro.
O pequeno investidor, aquele que tem R$5 mil, R$10 mil, R$50 mil para investir, tem à sua disposição oportunidades que os investidores riquíssimos e os Fundos de Investimento com seu patrimônio na casa dos bilhões não tem! Esses grandes players do Mercado precisam buscar opções de investimento nas quais possam alocar suas dezenas de milhões ou bilhões, o que significa que eles só poderão investir nas grandes empresas, esperando que elas se tornem ainda maiores do que já são!
Para os pequenos investidores, essa realidade é diferente. Se você tem pouco dinheiro para investir, pode se beneficiar das oportunidades que os grandes tubarões do Mercado não podem, justamente por serem grandes demais. Você pode investir naquela empresa pequenininha, aquela que vale R$1 milhão. Já alguém que tem uma fortuna para investir, precisa ir atrás de uma outra empresa que seja grande o suficiente para que se possa alocar uma pequena fortuna.
A maioria das oportunidades fora de séries, aquelas que proporcionarão rentabilidades de 20%, 50%, 100% em um único ano estão nas pequenas empresas. Enquanto os “endinheirados” não tem outra opção a não ser investir nas maiores empresas da Bolsa, chamadas de Blue Chips, como Vale, Petrobras, Banco do Brasil, dentre outras, você tem a chance de ficar com as melhores ações, justamente pelo fato de ter pouco capital para investir! 
Procure oportunidades que estejam fora do radar. Fora dos noticiários, fora das análises dos economistas, fora das manchetes de jornais. São essas as mais lucrativas!
Você é um Jet-sky em meio a vários transatlânticos! Não faça o que eles fazem! Não navegue por onde eles navegam! Utilize seu tamanho  –pequeno-  a seu favor! Transforme sua aparente desvantagem em um diferencial competitivo! Essa será a melhor maneira de conseguir alavancar a rentabilidade dos seus investimentos e, em breve, ter muito dinheiro disponível para investir!

O autor: Samuel Magalhães é Consultor Financeiro, Palestrante e Fundador do Portal www.invistafacil.com

quarta-feira, 10 de junho de 2015

COMO TIRAR PROVEITO DO TEMPERAMENTO BIPOLAR DO MERCADO?

Sabe aquelas pessoas de lua? Aquelas que num dia são as mais felizes e simpáticas da face da terra e no dia seguinte são as mais tristes e rabugentas? Pois é, o Mercado Financeiro é pior. O humor do mercado às vezes passa do céu para o inferno não de um dia para o outro, mas de uma hora para outra. Assim, o bom humor da manhã, levando suas ações a obter forte valorização, pode dar lugar ao mau humor pela tarde, fazendo com que os lucros de até então, transformem-se em prejuízos!
Se você já investe há algum tempo, sabe bem do que estou falando. A grande questão a ser respondida é: Como você, enquanto investidor pode se aproveitar desse comportamento bipolar do mercado? Como fazer para turbinar seus rendimentos a partir  desse viés temperamental do Mercado Financeiro?
Se você tem uma namorada ou namorado temperamental, você já sabe o que fazer. Aja da mesma forma que age com ele(a). Você certamente não aprecia muito a variação de humor da pessoa amada, mas simplesmente entende que ela é assim e aprendeu a conviver com isso. Você gostaria que ela fosse uma pessoa constante, mas ela não é e ponto final. A essa altura do campeonato, você já deve saber que não adianta discutir, bater de frente, nem nada disso. O melhor a fazer é aceitar esse comportamento e manter uma distância segura em dias “difíceis” e aproveitar ao máximo os dias “de alegria”.
Você pode não saber, mas aquela pessoa “complicada” lhe deu uma importante lição sobre como agir diante do Mercado Financeiro. Perto dele, a sua namorada vai parecer a pessoa mais normal do mundo.
Vamos ao que interessa. A postura ideal para um investidor diante desse cenário, seria:
Em momentos maníaco-depressivos: Manter-se afastado. Só observando. Quando perceber que aquele surto neurótico está chegando ao fim, aproveitar e comprar as pechinchas que estarão disponíveis a preços muito baixos, afinal, o mau humor e pessimismo do mercado fez com que o valor das ações se depreciassem consideravelmente, gerando boas oportunidades para quem vislumbra um horizonte temporal mais longo.
Em momentos de grande euforia: Momentos como esses, em que a Bolsa de Valores bate sucessivos recordes e o preço das ações vai para as alturas, são ideias para o investidor que comprou suas ações no momento de “mau humor” do mercado. Agora, pode ser uma borá hora para vender seus papéis e embolsar parte do lucro obtido, enquanto você espera pela próxima oportunidade!
Uma coisa é certa, assim como as namoradas temperamentais, o Mercado Financeiro altera seu humor com uma frequência assustadora! Em ambos os casos, o segredo para uma relação bem-sucedida reside em agir de acordo com o momento!

O autor: Samuel Magalhães é Consultor Financeiro, Palestrante e Fundador do Portal InvistaFácil.com. 

Tecnologia do Blogger.